Pesquise no Mida do Futuro

27 abril 2012


Nova versão do Chrome OS terá integração com o Google Drive


Essa semana o Google lançou o seu serviço de armazenamento na nuvem, o Google Drive, e com ele disponibilizou também vários aplicativos para facilitar a integração em diversas plataformas, seja ela desktop ou móvel. Mas ele não havia declarado muito sobre a integração com o Chrome OS, ao menos até agora.
Novo Chrome OS vai receber o Google Drive (Foto: Reprodução)Novo Chrome OS vai receber o Google Drive
(Foto: Reprodução)
O sistema do Google é bastante integrado ao Google Docs, até por ele ser todo focado no armazenamento na nuvem. Segundo Sundar Pichai, vice-presidente da divisão de produtos Chrome, "nos Chromebooks o Google Drive é ainda mais poderoso, porque ele funciona naturalmente, você sequer precisa se preocupar com isso".
Pichai afirmou à revista Wired que o Drive irá se transformar no gerenciador de arquivos locais no sistema. Ao abrir, criar ou salvar documentos, por exemplo, o usuário terá a opção de já enviá-los direto para o Google Drive.
Essa opção, no entanto, vai ser oferecida ao usuário e não deve ser implementada automaticamente por padrão. Donos dos Chromebooks poderão ativá-las a partir da versão 20 do sistema, que ainda não tem data para ser liberado. Atualmente a versão estável é a 18, mas já existe uma versão 19 sendo testada.
Via globo.com

19 agosto 2010

O avanço da internet vai acabar com o jornal impresso?

Para o pesquisador americano Joshua Benton, diretor do Nieman Journalism Lab, da Universidade de Harvard, a resposta é não. Em seminário apresentado hoje no 8º Congresso Brasileiro de Jornais, Benton afirmou que esta profecia se assemelha a outras do passado, que não se concretizaram, como a da indústria de filmes após o surgimento do videocassete ou sobre músicos, após a invenção do rádio.




O pesquisador lembra que a internet disponibilizou ferramentas que facilitam o trabalho do jornalista. Hoje, é muito mais fácil ter acesso a informações em bancos de dados, até mesmo governamentais. "Isso torna muito mais fácil fazer em três dias uma matéria que antes poderia levar três meses”.

Outra vantagem apontada por Benton está nos custos menores de distribuição, que permite que um número maior de pessoas tenham acesso às matérias sem que seja necessário um investimento alto para viabilizar a operação.
Entrentanto, Benton acredita que muitas veículos enfrentarão problemas. "Sou otimista, mas não sou utópico. Há oportunidades para crescer e para falhar. E muitos falharão".



Com informações do site Comunique-se e  O Globo.

25 julho 2010

87% dos internautas brasileiros acessam redes sociais

De acordo com pesquisa realizada pelo Ibope Inteligência, em parceria com a Worlwide Independent Network, 87% dos internautas brasileiros acessam redes sociais, o que coloca o Brasil na décima colocação de uma lista de países que participaram de estudo sobre o uso dessas ferramentas.

O ranking é liderado pela Índia, onde 100% dos internautas frequentam essas redes, seguida por Sérvia, Coreia do Sul, Rússia, Espanha, China, Turquia, Romênia e Itália.



O acesso a redes sociais por brasileiros é motivada, principalmente, por razões pessoais (83%), mas há uma parcela significativa de usuários que as freqüentam por motivos profissionais (33%).
O estudo ouviu 28.944 pessoas em 27 países para identificar as formas como cada país interage com mídias como Twitter, Facebook, Orkut, entre outras.


Da redação do Comunique-se.