Pesquise no Mida do Futuro

26 maio 2010

Especialista defende funcionários como porta-vozes das empresas nas redes sociais


A comunicação digital é ferramenta corporativa e as empresas buscam se adaptar a esse novo modo de comunicação e divulgação. Veja a matéria do Comunique-se.

O diretor da Andreoli MS&L e especialista em Comunicação Digital, Salim Malik, acredita que a participação ativa dos colaboradores de uma empresa nas redes sociais é a melhor estratégia para uma companhia se aproximar de seu público. Ele sugere que as empresas dêem mais liberdade para seus funcionários e permita que eles falem diretamente aos internautas.

“Cada funcionário pode sair e comunicar com o cliente. Procure colaboradores ativistas”, afirma. Para Malik, este é o primeiro passo para uma empresa entrar na mídia social, mas há certos cuidados que devem ser tomados, como esclarecer o que são informações públicas e o que é estratégico e interno. “Em todas as empresas você deve saber o que pode ou não falar. Tem que ter confiança no que vai falar. Esclareça essas políticas aos funcionários para que eles possam sair e se comunicar”.

Malik também adverte para a necessidade de resolver os “problemas da casa” antes de abrir ao público. “Para organizar quem vai sair você precisa saber quem pode lidar com crise. Você tem que antecipar o que pode acontecer ao entrar em uma mídia social. Se você não está preparado para fazer essa conversa com a mídia social, se você tem questões não resolvidas, você precisa resolver antes de sair por aí na mídia social”, aconselhou.

Como exemplo o especialista citou a companhia aérea Southwest, onde mais de 30 funcionários mantém um blog com suas experiências, e a Best Buy, com a Twelpforce, que conta com 2.600 colaboradores da empresa para atender o público pelo Twitter.



 
Depois de envolver os funcionários, é hora de interagir com os internautas. Para isso, Malik lembra do caso da Ford no lançamento do novo Fiesta, que ofereceu um carro para 10 pessoas por um período de seis meses e pediu que elas escrevessem um blog sobre suas experiências com o carro. Os blogs tiveram grande repercussão e foram acompanhados por milhares de internautas.


Outro exemplo citado foi o do Fiat Mio, no Brasil. Neste projeto o cliente sugere como deve ser o novo carro da empresa. “Deixaram o cliente livre, foi uma experiência excepcional”, afirmou.

O diretor da Andreoli MS&L disse que é importante quebrar barreiras e convencer a direção da empresa a adotar medidas mais democráticas. “É preciso exigir apoio dos executivos, que estejam envolvidos nesse processo”, concluiu.

17 maio 2010

YouTube comemora cinco anos com dois bilhões de visitantes por dia

A evolução da mídia social prova a significativa mudança na estrutura de poder da comunicacao social, pois a possibilidade de gerar conteúdos e influenciar pessoas e decisões, deixa de ser exclusividade dos grande grupos capitalizados, para se tornar comum a qualquer pessoa. Além disso, a redução do custo de publicação possibilita a produção de conteúdos muito específicos também para pequenos públicos. Liberdade de comunicação interativa, combinada à facilidade de uso das ferramentas para fazê-lo e a uma arquitetura participativa em redes, forma a base da receita para que as plataformas de mídias sociais possam ser classificadas como uma das mais influentes formas de mídia até hoje criada. Milhões de usuários utilizam o YouTube.



Matéria do site Comuniquese:
Este mês, o YouTube comemora cinco anos de existência e anuncia um marco: o portal superou o número de dois bilhões de visitantes por dia. “É quase o dobro da audiência do horário nobre das três principais cadeias de televisão americanas combinadas”, diz a empresa, em comunicado.
Para celebrar o aniversário, o site lançou a campanha “My YouTube Story”, onde os internautas podem contar suas histórias pessoais sobre o YouTube. A página comemorativa também traz uma linha do tempo, com os vídeos que se destacaram nestes cinco anos.
“O que começou como um site para vloggers de quartos e vídeos virais se desenvolveu em uma plataforma global que suporta HD e 3D, transmite temporadas esportivas inteiras ao vivo para mais de 200 países”, diz o comunicado.


07 maio 2010

Compartilhamento de sua localização no Facebook? Voce vai usar?

A informação vazou...! Facebook está para lançar seu sistema de localização para usuários e empresas talvez ainda neste mës. De acordo com informações obtidas no blog Mashable, usuários podem ver esta nova funcionalidade a qualquer momento.

Com esta nova característica, usando o Facebook vocë poderá se registrar em vários locais, incluindo restaurantes e lojas. Ainda não é certo se usuários serão capazes de adicionar um local ou personalizar suas próprias localizações, mas ao que tudo indica esta decisão do Facebook irá deixar alguns outros sites sociais de localização bem desconfortáveis (como o Foursquare, Brightkite, Gowalla, entre outros).

O que isto significa para usuários do Facebook?

Com a possibilidade agora de indicar diferentes localizações através do Facebook, como escrevi acima, isto é uma mudança estratégica significativa e também uma reviravolta e tanto para players como Fourusquare, Gowalla, Brigtkite entre outras redes sociais. Será muito complicado competir com o gigante Golias (Facebook) se esta estratégia continuar. Facebook tem uma base de usuários incomparável e a adoção deste serviço poderá ser massiva. De imediato, sites de menor porte não terão a menor chance de sobreviver. Também, com o lançamento desta característica por conta própria, o Facebook está indicando que uma aquisição de empresas que fornecem serviços similares, não irá acontecer.

Bem, se tudo isto acontecer mesmo, uma outra rodada de preocupações ao redor da privacidade dos usuários irá recomeçar. Está bem claro que nem todos os usuários entendem os riscos do compartilhamento de informações, assim como não sabem como proteger seus amigos, familiares, grupos e atualizações. O risco da exposição de suas localizações para o público em geral será uma nova preocupação de segurança que deverá ser seriamente considerada.

O que isto significa para empreas que se promovem no Facebook?

O McDonalds será a primeira empresa a testar esta funcionalidade. A integração do McDonalds envolverá clientes se registrando nos restaurantes e compartilhando onde estão e que prato estão comendo em postagens no Facebook. Outras grandes empresas já estao preparando suas promoções em todo os Estados Unidos (por enquanto) explorando esta mesma funcionalidade.

Também é interessante notar que com esta decisão, o Facebook irá iniciar uma batalha indireta com o Google por propaganda localizada. Ser capaz de promover ao público alvo geograficamente assim como demograficamente fortalecerá muito o Facebook, que com certeza irá atrair anunciantes que custumavam investir com o Google.