Pesquise no Mida do Futuro

25 julho 2010

87% dos internautas brasileiros acessam redes sociais

De acordo com pesquisa realizada pelo Ibope Inteligência, em parceria com a Worlwide Independent Network, 87% dos internautas brasileiros acessam redes sociais, o que coloca o Brasil na décima colocação de uma lista de países que participaram de estudo sobre o uso dessas ferramentas.

O ranking é liderado pela Índia, onde 100% dos internautas frequentam essas redes, seguida por Sérvia, Coreia do Sul, Rússia, Espanha, China, Turquia, Romênia e Itália.



O acesso a redes sociais por brasileiros é motivada, principalmente, por razões pessoais (83%), mas há uma parcela significativa de usuários que as freqüentam por motivos profissionais (33%).
O estudo ouviu 28.944 pessoas em 27 países para identificar as formas como cada país interage com mídias como Twitter, Facebook, Orkut, entre outras.


Da redação do Comunique-se.



12 julho 2010

Excesso de anúncios e notificações faz jovens deixarem o Facebook

De acordo com o Comunique-se, uma pesquisa realizada pela Roiworld, site de games, revela que a maioria dos jovens internautas mantém perfis no Facebook (78%), mas entre eles, 19% disseram não visitar mais o site. Destes, 68% disseram que abandonaram a rede social por excesso de notificações e anúncios. O estudo ouviu 600 adolescentes norte-americanos, com idades entre 13 e 17 anos.





De acordo com a pesquisa, 41% dos entrevistados usam o MySpace, mas 22% já tiveram um perfil e pararam de visitá-lo. O Twitter não aparece como popular entre os jovens, com 20% dos adolescentes. Outros 15% afirmaram já ter usado o microblog, mas abandonaram a conta. O Orkut aparece com 3% de adesão entre os adolescentes.

No estudo, os games nas redes sociais saíram na frente, 73% dos entrevistados admitem jogar mais de uma hora por dia na rede. No Facebook esse número chega a 81%.



05 julho 2010

Interpol pede ajuda de internautas para buscar fugitivos

Em visita ao site da Uol, li a matéria que a Interpol pediu nesta segunda-feira a ajuda da população em geral, especialmente os internautas, para encontrar alguns dos fugitivos mais procurados do mundo, entre eles um brasileiro.
Em seu site, a organização intergovernamental - que facilita a cooperação entre forças policiais de 188 países-membros e é financiada pelos Estados integrantes - divulgou uma lista com fotografias e detalhes de 26 suspeitos desaparecidos há anos.

Um deles é o brasileiro Celso Schmitt, ou Celso Gaúcho, procurado pelo assassinato de um policial em 1999 durante uma operação contra narcotraficantes no Brasil. A Interpol acredita que o suspeito estaria foragido na Bolívia.



Todos os procurados são acusados de crimes graves, como assassinato, tráfico humano, estupro e abuso de menores.
A Interpol espera que os internautas, principalmente os usuários de redes sociais como o Facebook e o Orkut, entre em contato caso encontrem alguma informação sobre algum deles.


Caçada

Esta é a segunda fase de uma operação que busca fugitivos em vários países. Mais de cem suspeitos procurados internacionalmente já foram detidos ou localizados na primeira fase das buscas, lançada no dia 3 de maio, que contou com a cooperação de forças policiais de vários países.

Ao todo, a Interpol busca 450 fugitivos que, acredita, estariam escondidos em 29 países. Todos já foram condenados ou indiciados por crimes.
Na fase inicial da operação, a Interpol coordenou a troca de informações sobre os suspeitos entre agências e investigadores dos 29 países.
As informações compiladas e analisadas foram então enviadas de volta às polícias desses países para que dar início às ações de busca.
Entre os presos estão a ex-modelo colombiana Angie Sanclemente Valencia, procurada na Argentina por tráfico de drogas e detida na Argentina, e Mouamba Munanga, da República Democrática do Congo, procurado na França e Barein por falsificação de dinheiro e lavagem de dinheiro, capturado na África do Sul.